Como o uso das redes sociais afeta os adolescentes?

redes sociais afeta os adolescentes

Para os jovens de hoje, o uso das redes sociais é o pão diário, os nativos digitais já crescem com telemóveis ou tablet na mão e, portanto, é essencial educar os adolescentes de maneira correta e segura no uso de redes sociais.

Como o uso das redes sociais afeta os adolescentes?

Desde o surgimento das redes sociais, os jovens criaram um vínculo muito forte e, embora muitos pais ainda não estejam acostumados, para eles é de vital importância, muitas vezes, seguir tendências virtuais, estar em constante contato com os amigos e fazer parte da rede.

Isso implica que tudo o que acontece neste mundo virtual afetará o adolescente mais cedo ou mais tarde e poderá ser de maneira positiva ou negativa. Para educar sobre redes sociais, precisamos conhecer alguns pontos básicos de:

Como o uso das redes sociais afeta os adolescentes:

Distorção de valores: ou seja, o valor de uma pessoa pode depender do número de seguidores ou o tipo de vida que ele projeta no Instagram, amigos virtuais e sua presença nas redes podem ser algo muito significativo que, em muitos casos, leva considere mostrar uma vida irreal ou muito longe da realidade, procurando “gostos” e seguidores.

Isso pode incluir abordagens materiais, ao tentar alcançar o estilo de vida da alta sociedade e criar um complexo de inferioridade no jovem, sentindo-se em constante observação; em outro plano, também pode afetar a personalidade, insistindo em fazer parte de um movimento. ou tendência apenas com o objectivo de obter aceitação nas redes.

Abuso cibernético: adolescentes nas redes sociais, além de estarem sob constante pressão social, também são expostos a abusos cibernéticos, como:

  • Ciberbullying: O Assédio Virtual (em português) Consiste em ofender, insultar ou maltratar uma pessoa pela Internet ou atráves do telemóvel.
  • Sexting: É um termo que implica a transmissão ou recepção de imagens com conteúdo sexual, com ou sem a autorização da pessoa que as coloca na internet.

Isolamento: Para muitos adolescentes, é também um motivo para fugir da vida cotidiana em casa. As redes sociais criam uma dependência não-adolescente, de modo que preferem estar conectadas para compartilhar momentos com suas famílias, e isso pode causar diferenças em casa.

A Considerar

A profissional de coaching em psicologia Laura García indica que, quando qualquer uma dessas atitudes se torna extrema, é quando os pais devem intervir para evitar patologias ou danos psicológicos, como baixa auto-estima, complexos, isolamento e outros.

As redes sociais podem nos ajudar a conectar-se com familiares distantes ou como uma distração, mas sempre será importante que isso não afete negativamente nossos entes queridos.

O Espião Virtual também oferece uma ferramenta com a qual você pode controlar com segurança o que seus filhos fazem na Internet e mantê-los seguros, por meio da ferramenta de monitorazação de telemóveis e tablets, protegendo seus filhos dos perigos expostos na Internet.

Tenha acesso a uma avaliação totalmente gratuita de 2 dias clicando no botão abaixo

Deixe uma resposta